No Que Cremos

PONTOS DE FÉ

INTRODUÇÃO

Estamos apresentando os pontos de fé da “Igreja de Deus”, que estão fundamentados nas Sagradas Escrituras. Embora tenhamos a Bíblia como única regra de fé, atualmente, faz-se necessário apresentarmos as doutrinas verdadeiras, pois existe muita distorção em relação a palavra de Deus, inclusive muitas Bíblias não contém uma verdadeira e exata tradução dos manuscritos mais antigos, e com isso gerando interpretações errôneas da palavra de Deus.

Cremos que é necessário ao homem comparar, com a palavra de Deus, as doutrinas que são apregoadas atualmente,  para que a nossa fé esteja firmada na palavra de Deus e não nas  tradições dos homens.

 

1. A ESCRITURA SAGRADA

 A  Igreja de Deus está edificada sobre o fundamento dos  profetas (39 livros do antigo testamento) e dos apóstolos (27 livros do novo testamento). Este conjunto de 66 livros (39+27=66) é a ESCRITURA SAGRADA, também conhecida como: a BÍBLIA.

Cremos que a Bíblia foi escrita por homens santos inspirados pelo Espírito Santo. (II Pedro 1:19 a 21)

Que é a única forma de orientação de fé cujos ensinos contêm a completa  revelação  do  plano de salvação e da vontade de Deus para com o homem. (II Timóteo 3:15,16)

 Que é a própria verdade, e permanece para sempre. (Salmo 119:149; 151; 160  ; João 17:17; I Coríntios 16:15; I Pedro 1:23; Mateus 24:35)

Que é útil para o ensino, para correção, afim de que o homem de Deus seja perfeito e útil para toda boa obra.  (II Timóteo 3: 15 a 17)

 

2.  DEUS, O PAI E CRIADOR

Cremos que Deus, o Pai, é a autoridade suprema do universo; não tem necessidade de nada, pois é o todo poderoso. (Êxodo 15:11; Deuteronômio 10:17; Jeremias 32: 17 a 19)

Que sempre existiu, e é  o criador dos céus e da terra e de tudo o que neles há; e que tudo subsiste por sua vontade. (Gênesis. 1:1, Ap. 14:7)

Que é um ser Espiritual, e não habita em templo feito por mãos humanas. (Atos 17: 24 e 25; João  4:24)

Que habita na luz inacessível onde homem algum pode chegar. (I Timóteo 6:16)

 

3. JESUS, O FILHO DE DEUS 

Cremos que Jesus, o filho de Deus, é a primeira criação de Deus, e que todas as coisas foram criadas por meio dele e para Ele;  (Colossenses  1:15 a 18;  João 1:3 e 10)

Que  foi gerado por Deus, em Maria, por meio do Espírito Santo, e que a partir de então recebeu o nome de JESUS. (Lucas 1:26 a 31)

Que é o Messias (Cristo), enviado por Deus para salvar a humanidade. (João 1:40 a 42; 4: 25 e 26; Mateus 16:16; Tito 2:14.).

Que é imagem do Deus invisível; (Colossenses 1:15)

Que  recebeu toda a autoridade e tudo lhe está sujeito, exceto o próprio Deus.   (Mateus 28:18; I Coríntios 15:27 e 28)

 

4. O ESPÍRITO SANTO

Cremos que o espírito santo é o poder de Deus, e não uma pessoa da divindade.

Que é o consolador  enviado para nos guiar em toda verdade, pois é o espírito de verdade. (João 14:16,17 e 26)

Que  convence o pecador.  (João 16:7 e 8)

Que Deus  concede  dons aos homens, batizando-os  com  o espírito santo, para aperfeiçoamento dos santos, na Igreja, e desenvolvimento de sua obra. (Atos 1:4 e 5; 2 :38  e 39;  I Coríntios 12:4 a 11 e 28 a 31)

 

5. SATANÁS

              

Cremos na existência de Satanás e que é o adversário de Deus e do seu povo.

Que os santos devem resisti-lo. (I Pedro 5:7 a 9)

Que é a Antiga serpente, e também é chamado de Diabo. (Apocalipse 12:9)

Que é homicida, enganador e mentiroso desde o princípio, com poderes para transfigurar-se em anjo de luz. (João 8:44; II Coríntios 11:14)

Que ficará acorrentado  por mil anos para não enganar as nações que há na terra e no final será destruído no lago de fogo.  (Apocalipse 20:2,10)

 

6. A  QUEDA DO HOMEM

Cremos que Deus criou o homem perfeito, porém por causa da desobediência tornou-se imperfeito e pecador.

Que foi criado a imagem e semelhança de Deus. (Gênesis 1:26 e 27)

Que a terra está sob maldição e a morte passou a existir, pela desobediência do homem em relação as leis de Deus. (Gênesis 3:17 a 19; Romanos 5:12; Isaías 24:5 e 6)

 

7. PUNIÇÃO DOS ÍMPIOS

 Cremos que a punição que Deus dará ao homem que vive na prática do pecado é a destruição eterna. (Salmo 73:3   a 12)

 Que, ao findar os mil anos do reino de Cristo, haverá o julgamento e os pecadores serão destruídos. (Apocalipse 20:7 a 12)

Que o pecador será julgado segundo a obra que praticou. (Apocalipse 20:13; 22:12)

Que após o julgamento o pecador será , juntamente com o Diabo e seus anjos, lançado no lago de fogo e desaparecerá da face da terra para sempre. (Apocalipse 20: 14 e 15; Isaías 1:28; Salmo 104:35; Provérbios 2:22)

8.   PLANO DE DEUS PARA A SALVAÇÃO DO HOMEM

Cremos que Deus tem um plano de salvação para o homem vencer a morte; e que Jesus Cristo é a parte principal deste plano.

Que o homem deve crer e aceitar o Senhor Jesus Cristo como Salvador. (João 14:1)

 Que após arrepender-se de seus pecados deve aceitar o batismo. (Atos 2:38; Marcos 16:16)

Que deve fazer a vontade de Deus, permanecendo na fé e na santidade. (I João 2:17; I Timóteo 2:15; II Coríntios 5:17.)

 

9.  BATISMO 

 Cremos que após o arrependimento o novo convertido deve ser batizado em Cristo Jesus, ingressando assim na Igreja de Deus, o corpo de Cristo.

Que o batismo é realizado por imersão, em nome do Senhor Jesus Cristo. (Mateus 3:16;  Atos  2:38; 8:38; 10:48; 19:5;  22:16)

Que o batismo representa a morte e sepultamento do velho homem e a ressurreição de um novo homem  para   andar  em   novidade de vida.  (Romanos. 6:3 a 6; Colossenses 2:12)

 

10. PROCEDER CRISTÃO

Cremos que a palavra de Deus condena o mundanismo (I João 2:16)

Que o Cristão não deve conformar-se com os costumes do mundo, mas transformar-se, ser o sal da terra e luz para o mundo. (Romanos 8:12 a 14; 12:2; Mateus 5:16;  I Pedro 2:11 e 12;  Gálatas 5:16 a 21; Colossenses 3:1 a 10).  

Que a mulher não deve trajar-se com aparência masculina e nem o homem trajar-se com aparência feminina.  ( Deuteronômio 22:5;  Apocalipse 16:15).  

Que a mulher devem usar traje digno de santa, não deve ser curto, decotado ou transparente. (I Pedro 2:3-5;  I Timóteo 2:9)                

 

1. ORAÇÃO E JEJUM

Cremos na eficácia da oração e do jejum, e que esta prática deve ser utilizada, atualmente, pela igreja.

Que devemos orar  a  Deus  em  nome  do  Senhor  Jesus  Cristo, único mediador entre Deus e os homens e sumo Sacerdote. (Colossenses 3:17)

Que as orações, preferencialmente, são de joelhos e com as mãos levantadas para os céus. (Atos 9:40; 20:36; 21:5;  Lucas 22:41; I Timóteo 2:8).

Que o jejum deve ser  praticado   particular  ou  coletivamente e de forma espontânea. (Atos 13:2 e 3; 14:23; Mateus 9:15; 17:21; Lucas 2:37; II Coríntios 6:5; 11:27).

 

12. LEI, ESTATUTOS e ORDENANÇAS  de DEUS

 Cremos que a lei de Deus, os dez mandamentos ou decálogo, é a lei Divina que aponta o pecado.

Que não foi abolida por Cristo. (Romanos 3:31)

Que é o dever de todo homem observa-la. (Eclesiastes 12:13;  Mateus 5:17).

Que, no passado foram escritas em duas tábuas de pedra, mas, após Cristo, foram escritas no coração e na mente dos filhos de Deus. (Hebreus 8: 8 a 10)

Que para o homem obter a vida eterna é necessário guardar os mandamentos de Deus. (Mateus 19:16 a 22:; Apocalipse 12:17, 14:12)    

Que o quarto mandamento da lei de Deus, foi separado para descanso (repouso) e serviços de adoração ao Deus, Criador, e permanece para sempre. Memorial da criação e o sinal entre Deus e o seu povo. (Gênesis 2:3; Êxodo 20:8 a 11; Lucas 4:16; 23:54-56; Atos 16:13).

Que, somente, quem guarda a lei de Deus  ama a Deus e o próximo. (João 14:21; I João 2:4; 5:2)

Que a oração dos que não guardam a lei de Deus é abominável. (Provérbios 28 4 e 9)

Cremos que,  além da sua lei, os dez mandamentos, Deus deixou estatutos e ordenanças que devemos observar,  como o nos abster-mos de comer o sangue e alimentos imundos. ( Gênesis 9:4; Atos 15:20; II Coríntios 6:17; Levítico 11; Deuteronômio 14: 3 a 20 )

Que o batismo, a ceia do Senhor, o lava-pés, a unção com óleo, etc. são ordenanças de Jesus para a sua Igreja. (Mateus 28:19 e 20; I Coríntios 11:23 a 25; João 13:4 a 17; Tiago 5:14)

 

13. ALIMENTAÇÃO CRISTÃ

Cremos que o povo de Deus deve abster-se de alimentos proibidos pela palavra de Deus.       

Que a classificação de animais limpos e imundos já era conhecida muitos séculos antes da lei de Moisés.  (Gênesis 7:1 a 3, 8 e 9)

Que a igreja de Deus, desde o seu princípio, não se contamina com alimentos imundos.  (Atos 10:9 a 14; Apocalipse 18:2)

Que por sermos o templo do Espírito Santo de Deus, não podemos nos contaminar com nada imundo. (II Coríntios 6:16 e7)

Que os que comem alimentos imundos (carne de porco, por exemplo) serão destruídos no dia da vinda do Senhor Jesus Cristo. (Isaías 66: 15 a 17; Levítico 11: )

 

14. SAUDAÇÃO E ÓSCULO SANTO

 Cremos que a igreja tem uma forma de saudação diferente do mundo.

Que o povo de Deus tem como forma de saudação: Paz seja contigo, convosco ou nesta casa (Juízes 6:23; 19:20; Deuteronômio 10:19; Lucas 24:36; João 20:19; 21:36; Lucas 10:5 e 6).

Que o ósculo santo (Beijo) é uma saudação de amor

fraternal.             

Que não deve ser usado como costume ou tradição entre o povo de Deus, mas sempre praticado em momentos especiais.

Que foi praticada por Jesus e ensinada pelos apóstolos. (Lucas 7:45; Atos 20:37; Romanos 16:16; I Coríntios 16:20; II Coríntios 13:12; II Tessalonicenses 5:26).

 

15. CEIA DO SENHOR

 

Cremos que a celebração da ceia do Senhor é uma ordenação do Senhor Jesus, para a sua igreja.

Que deverá ser celebrada, obrigatoriamente, com pão asmo (sem fermento) e vinho (suco da uva). (Mateus 26:17;   Lucas 22:7; Êxodo 12:18 e 19; I Coríntios 11:23 a 26).

Que deve ser celebrada anualmente e sempre na noite em que Jesus foi traído. (João 13:1 a 4)

Que o lava-pés é realizado durante a comunhão da Ceia do Senhor, em obediência a ordem de Jesus e é um exemplo de humildade dada por ele. (João 13:1 a 17; Lucas 14:11)

 

16. VÉU PARA A MULHER

 Cremos que a mulher cristã, ao orar e profetizar, deve cobrir a cabeça com véu            .

 Que o véu deve ser usado durante as reuniões da Igreja. (I Coríntios 11:1 a 6).

Cremos que o cabelo não substitui o véu na oração.

(I Coríntios 11:10)

 

17.  CASAMENTO E DIVÓRCIO 

Cremos que o casamento é uma instituição Divina e honrosa, para que o homem e a mulher formem uma família, e não vivam solitários.

Que o casal não deve separar-se.  Caso aconteça, devem ficar só até se reconciliarem. (I Coríntios 7:10 a 16)

Que o divórcio e novo casamento só poderá acontecer por motivo de infidelidade (adultério). (Mateus 5:31 e 32). 

Que o divórcio é contra a vontade de Deus, pois quem adultera transgride a lei de Deus.  (Mateus 19:6; Êxodo 20:14;  Malaquias 2:16)

 

18. DIAS E FESTAS PAGÃS

 Cremos que as festividades que o mundo celebra, como: Domingo, Natal, Ano Novo Páscoa, Quaresma e outros dias considerados santos pelos homens, sem respaldo bíblico, não teremos por verdadeiro nem os comemoraremos, pois são de origem pagã.

Que o cristão não deve participar dos costumes do mundo. (Jeremias 10:2)

Que todos estes costumes foram estabelecidos pela religião falsa (Babilônia). (Daniel 7:25; Apocalipse 14:9 e 10)

Que o único dia santificado por Deus é o Sábado. (II Coríntios 28:4 a 25; Jeremias 10:2; Apocalipse 2:20).  

 

19. GUERRAS / SERVIÇO MILITAR

 Cremos que o povo de Deus não deve participar de guerras, antes, deve amar a humanidade e trabalhar em favor de sua salvação.

Que devemos amar até os nossos inimigos, orando por eles. ( Mateus 5:43 a 46; Romanos 12:17)

Que devemos buscar a paz com todos os homens. (Hebreus 12:14; Romanos 12:17 a 21)

 

20. ESTADO DO HOMEM NA MORTE

Cremos que não há consciência na morte, que o homem, ao morrer, fica em total inconsciência, ou seja, não tem participação alguma de tudo que se faz da terra e nem no céu.

Que os mortos não sabem coisa alguma pois a sua memória está no esquecimento. (Eclesiastes 9:5 e 6;  Salmos 146:4)            

Que os mortos se levantarão dos sepulcros para receberem a recompensa: vida ou morte eterna. (Daniel 12:2; Isaías 26:19; João 5:28 e 29)

 

21. RESSURREIÇÃO DOS MORTOS

Cremos que haverá a ressurreição de todos os homens, quer tenham sido justos ou injustos. (Atos 24:15; João 5:28 e 29; II Timóteo 4:1)

Que os justos, na vinda do Senhor Jesus, ressuscitarão para reinarem com Ele mil anos. (Apocalipse 20:4 a 6; I Tessalonicenses 4:16; I Coríntios 15:51 e 52)

Que os ímpios só ressuscitarão após os mil anos do reinado de Cristo e será para o juízo e condenação no  lago  de  fogo (Apocalipse 20:5 e 13 a15)

Que o lago de fogo é a segunda morte, ou seja a morte eterna. (Apocalipse 2:11; 20:14; 21:8)

 

22. ORIGEM DA  IGREJA  

Cremos que a palavra de Deus nos apresenta somente uma Igreja, um corpo que não pode ser dividido, do qual Jesus Cristo é a cabeça.

Que a igreja tem sua doutrina fundamentada nos escritos (livros) dos Profetas e dos Apóstolos. (Efésios 2:20)

Que o nome da igreja, desde o princípio, é: “IGREJA de DEUS”  (Atos 20:28; I Coríntios 1:2; II Coríntios 1:1; Gálatas 1:13; I Timóteo 3:5)

Que a igreja, simbolicamente, é o corpo de Cristo, e que Jesus só tem um corpo, uma igreja. (I Coríntios 12:12, 20, 27;  (Efésios 1:22 e 23; 4:4; Colossenses 1:18 e24)

Que não é ramo de uma divisão religiosa, ou seja, existiu todos os dias, desde a sua fundação. (Mateus 16:18; 28;20; I João 2:19)

 

23. ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DA IGREJA

Cremos  que a organização da igreja, no tempo atual, deve conservar a forma que teve desde o princípio; tendo cada congregação sua própria administração local, desfrutando de autonomia em relação as finanças, programas de Evangelismo, etc.

Que não deve ter uma administração centralizada. (I Pedro 5:1 a 3; Lucas 22:24 a 27)

 Que Cristo é o cabeça da igreja (quem comanda a igreja).  (Efésios 1:22 a 23; Colossenses 1:18)

Que deve ter pastores) para cuidar da igreja (rebanho) local. (Atos 20:17 a 28)

Que há dois tipos de consagrações ministeriais: Presbíteros e Diáconos, as quais são da escolha da Igreja local. (Tito 1:5; I Timóteo 3:8 a 13; Atos 6:2 a 6)   

Que, em relação as finanças, a igreja deve ser autônoma na sua administração. (Filipenses 4:14 a 19; II Coríntios 9:1 a 5; 11: 8a 9; I Coríntios 16: 1 a 4)

 Que em tudo que se refere a doutrina deve ser estudado em concílios; os pastores locais não podem acrescentar ou tirar pontos doutrinais. (Atos 15:1 a 4 e 22 a 28; Salmo 82:10

 

24. UNÇÃO DOS ENFERMOS               

 Cremos que Deus ouve a oração de fé, tanto individual como coletiva, em favor dos enfermos.

Que é bíblico chamar os Presbíteros da Igreja para orar e ungir com óleo os enfermos, no objetivo do alcance do perdão e da cura Divina (Tiago 5:14 a 20)

Que a unção com óleo, para a cura dos enfermos, era praticado desde os dias de Jesus. (Marcos 6:13)

                

25. DÍZIMOS E OFERTAS                 

 Cremos que o dízimo e as ofertas, são contribuições, para financiar a obra da igreja na pregação do evangelho.

Que dez por cento de tudo o que adquirimos pertence ao Senhor.  (Levítico 27:30)

Que Abraão, nosso pai na fé, e sua família tinham conhecimento do dízimo e entregavam . (Gênesis 14:18 a 20; 28:20 a 22; Hebreus 7:1 a 6)

Que está prometida bênçãos para os que não retêm o dízimo.  (Malaquias 3:10;  Lucas 11:42)

 

26. PROFECIAS BÍBLICAS

Cremos que a palavra de Deus contem as verdadeiras  profecias.

Que homens santos de Deus escreveram  as profecias, movidos pelo Espírito Santo.  (II Pedro 1:19 a 21)

Que o objetivo da profecia, é trazer-nos luz e conhecimento dos fatos que aconteceram e  acontecerão. (Amós 3:7)

 

27. RESTAURAÇÃO DE ISRAEL

Cremos que o retorno de Israel, para sua terra, é um acontecimento que já estava profetizado na palavra de Deus, e é um dos sinais que antecedem a iminente volta de  Jesus Cristo.

É um sinal que o retorno de Cristo está próximo (Jeremias 33:14 a 17; 33:25 e 26; 30:9 e 10; Amós 9:14 e 15; Ezequiel 36:24 e 36; 37:21 e 28).   

Que os ataques  promovidos  contra  a nação de Israel, indicam a proximidade do Armagedon (Lucas 21:24; Jeremias 31:8 e 14).      

 

28. SEGUNDA VINDA DE JESUS

 Cremos que a segunda vinda do Senhor Jesus será literal e visível.  (Apocalipse 1:7)

 Que  Senhor descerá dos céus e irá intervir na grande batalha, chamada de Armagedon. (I Tessalonicenses 4:16; Mateus 25:31-32)

Que Jesus será rei sobre toda a terra, assentando-se sobre o trono de Davi, o reinado com os santos sobre os sobreviventes desta catastrófica batalha. ( Zacarias 14:4 a 9; Atos 1:9 a 11; João 14:1 a 3; Jó 19:25 a 27;;   Lucas 1:32)

 

   29. REINO DE CRISTO

Cremos que o Reino de Cristo será sobre a terra e terá a duração de mil anos, e será um período de restauração de todas as coisas, quando a terra será renovada.

Que os Santos, como Reis e Sacerdotes, reinarão, na terra, com Cristo, sobre as nações sobreviventes.  Apocalipse 11:15;  5:9 e 10; 20:4; 6:7 e 15;

Que Satanás será preso por mil anos; a besta e o falso profeta serão eliminados no lago de fogo. Apocalipse 20: 2; 19:19 e 20;

Que no fim dos mil anos, satanás será solto da sua prisão, por um período de tempo sairá para enganar as nações, as quais serão destruídas.

Que Satanás finalmente será lançado no lago de fogo e enxofre; virá o juízo final e a destruição do último inimigo (a morte). ( Daniel 2:34 e 35; 44 e 45;   Atos 3:21;  Mateus 19:28;  I Coríntios 15:24 a 28;  Isaías 2:2 a 4; Miquéias 4:1 a 4; Deuteronômio 18:22 e 27).        

Após terminado os mil anos, a terra estará radicalmente purificada.  É o momento em que o nosso Senhor Jesus Cristo, fará a entrega do Reino à Deus, o Pai.  (I Coríntios 15:24)

 

30. PREEXISTÊNCIA DE CRISTO

Cremos que o Filho de Deus já existia antes da fundação do mundo e que participou com o Pai, na criação de todas as coisas.

Que era o verbo e estava com Deus desde o principio, pois é a primeira criação de Deus. (João 1:1 e 2; 8:56 a 58; 17:5; Colossenses 1:15)

Que participou, juntamente com Deus, na criação de todas as coisas, inclusive do homem. (Colossenses I: 16 a 18; Gênesis 1:26; 3:22; 11:7)

Que se fez carne para habitar entre nós e recebeu, então, o nome de: “Jesus”. (João 1:14; Lucas 1:26 e 27,30  a 32)

Que desceu do céu e para lá retornou. (João 3:13; 6:38; Lucas 24:51; Atos 1:10 e 11)

 

31. CRUCIFICAÇÃO E RESSURREIÇÃO DE JESUS CRISTO              

Cremos que Jesus foi crucificado no dia da páscoa judaica, quando no pôr do sol deste dia foi sepultado, resressuscitando três dias e três noites após.

Que Jesus morreu no dia da páscoa judaica, (14 de Nisan), que naquele ano ocorreu numa quarta-feira. (Lucas 23:54; Marcos 15:34; Levítico 23:5)

Que  Jesus  foi  sepultado  antes  de  iniciar o sábado, cerimonial, da páscoa judaica, (15 de Nisan) que naquele ano ocorreu numa quinta-feira. (João 19:31 e 40 a 42; Levítico 23:5 a 7)

Que Jesus foi sepultado antes do pôr do sol da quarta feira e ressuscitou antes (pôr do sol) do Sábado do sétimo dia. ( Mateus 27:57 a 64; 28:1 a 6; Lucas 23: 54 a 56)

Que Jesus permaneceu, exatamente, três dias e três noites na sepultura, conforme o sinal de Jonas. (Mateus 12:39  a 40)

               

32. OS ANJOS

Cremos na existência de anjos de Deus, que são ministradores enviados por Deus a favor ou para punir os homens; e também na existência de anjos que se rebelaram contra Deus.

Que são mensageiros de Deus, ou seja, falam com os homens, desde o céu, através de sonhos, visões, ou pessoalmente. (Gênesis 21:17; 22:11 e 15; 31:11; Mateus 1:20; Atos 10:3; Juizes 6:12; Mateus 28:5; Lucas 1:11, 19, 26 e 28; 2:9 e 10; 24:23)

Que são poderosos e executam as ordens de Deus. (Êxodo 3:2; Juizes 6:21;13:19 e 20; II Reis 19:35; Salmo 78:49; 103:20;)

Que vêem a face de Deus. (Mateus 18:10)

Que se alegram com os salvos. (Lucas 15:10)

Que prestam louvor e adoração a Deus e ao Senhor Jesus.  (Salmo 148:2; Hebreus 1:6)

Que não podem morrer. (Lucas 20:36)

 Que os anjos que pecaram serão eliminados no lago de fogo. (II Pedro 2:4: Judas  6 e 7; Mateus 25:41)

Que os anjos não podem ser adorados. (Apocalipse 19:10; 22:8 e 9)

Fim