Os salvos irão morar no Céu?

Os salvos irão morar no Céu?

O Céu como promessa aos salvos sempre foi aceito pela maioria das religiões, sem questionamento. No entanto, que diriam as Escrituras? Qual profeta ou apóstolo, ao revelar o plano de Deus para a humanidade, apresenta tal promessa? O Céu, segundo a Bíblia Sagrada, é o Trono de Deus e sede do Seu governo. A Terra, sim, é que foi destinada para habitação dos homens:

“Sede benditos do SENHOR, que fez os céus e a terra. Os céus são os céus do SENHOR; mas a terra, deu-a ele aos filhos dos homens.” (Sl. 115:15,16)

Haja o que houver, Deus vai cumprir à risca Seus planos e Sua vontade, independentemente da pregação e das promessas religiosas:

“Mas os mansos herdarão a terra, e se deleitarão na abundância de paz”. (Sl. 37:9)

Somos trigo ou filhos do reino e aqui ficaremos:

O campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno.” (Mt. 13:38). “Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: colhei primeiro o joio e atai-o em molhos para o queimar; mas o trigo, ajuntai-o no meu celeiro.” (Mt. 13:30).

Nota: O campo é a Terra e aqui permanecerão os salvos (trigo).

O ímpio é joio e ele é que sairá da Terra:

Ele, porém, respondendo, disse: Toda planta que meu Pai celestial não plantou será arrancada.” (Mt. 15:13)

Amigo leitor, estas razões fundamentadas nos escritos sagrados que você acaba de conhecer, demonstram CLARAMENTE que os profetas e apóstolos estavam seguros do estabelecimento do Reino de Deus na Terra e desconheciam totalmente esta teoria de que os fiéis iriam morar algum tempo no Céu.

Jesus ascendeu aos Céus para tomar posse deste Reino.

Hoje está assentado no trono do Pai. Voltará para se assentar no Seu próprio trono, o trono de Sua glória.

“E quando o Filho do homem vier em Sua glória, e todos os santos anjos com Ele, então se assentará no trono de Sua glória”. (Mt. 25:31; Ap. 3:21)

Com a vinda de Jesus, cumprir-se-á o mistério de Deus, anunciado aos Seus santos profetas (Ap. 10:7), ou seja, os reinos terrenos Lhe serão entregues, e Ele dominará toda a Terra:

“E tocou o sétimo anjo a sua trombeta e houve vozes no céu que diziam: Os reinos do mundo vieram a ser de nosso Senhor e de Seu Cristo, e Ele reinará para todo sempre.” (Ap. 11:15);

“O Senhor será rei sobre toda a terra. Naquele dia um será o Senhor, e um será seu nome.” (Zc. 14:9)

O resto de Israel exercerá trabalho missionário entre os sobreviventes das nações e os que nascerem no Milênio. Os salvos, ou seja, os que ressuscitaram na 1ª ressurreição, serão reis e sacerdotes, governando com Cristo estas nações:

“E o reino, e o domínio, e a majestade dos reinos debaixo de todo o céu serão dados ao povo dos santos do Altíssimo; o seu reino será um reino eterno, e todos os domínios o servirão e lhe obedecerão.” (Dn. 7:27).

Esta é a pura verdade sobre o Reino de Deus. Não existe um tempo de morada nos Céus! O Milênio, ou os dias do Messias, será na Terra e é o próximo reino mundial governado pelo Messias Jesus e os Seus santos:

“E para o nosso Deus os fizeste reis e sacerdotes; e eles reinarão sobre a terra.” (Ap. 5:10).

Certamente com a vinda de Jesus o reino de Deus será estabelecido de forma completa e se estenderá a toda à face do planeta Terra, iniciará um tempo de restauração de todas as coisas, isso inclui todos os aspectos, sejam as doenças que serão eliminadas, o pecado que será tirado do mundo, a corrupção, a dor o sofrimento as lágrimas e por ultimo a morte, voltando este planeta no mesmo estado que um dia Deus entregou ao homem no Éden.